Informação precisa de ponta a ponta

Voltar
15 de Março de 2017

Contra reformas, sindicatos preparam paralisações nesta quarta-feira

A quarta-feira (15) promete ser de manifestações por todo o País. Trata-se de uma mobilização sindical contra as reformas previdenciária, trabalhista e mudanças na lei de terceirização.

Haverá atos na Baixada Santista. A partir das 7 horas, operários portuários e estivadores param por 24 horas. Até o posto de escalação 1 (P1), do Saboó, e o P3, do Estuário, estarão com as atividades interrompidas.

Servidores públicos de várias cidades da região devem subir a Serra para acompanhar manifestações na Avenida Paulista, na Capital.

A Apeoesp regional também deve ir para São Paulo nesta quarta-feira para se unir aos professores da rede estadual, que farão assembleia na Praça da República, no Centro. Entre as propostas votadas pela categoria, está a de paralisação dos educadores por tempo indeterminado.

"A proposta de greve vai ser decidida em São Paulo, mas pedimos aos pais que evitem levar seus filhos à escola nesta quarta-feira, pois estaremos nesta mobilização"?, diz a presidente regional, Célia Amado.

O Sindicato dos Bancários da região promete um dia de manifestações e paralisação na região. Mas a presidente da entidade que representa a categoria, Eneida Koury, não quis dar detalhes das ações que estão programadas para o dia.

Preparação

Sindicatos devem se reunir na tarde desta terça-feira (14) para definir sua participação na greve e nos protestos de quarta-feira. O encontro será na sede do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintracomos).

"A greve e os protestos devem ser muito bem organizados, visando à mobilização dos trabalhadores, porque os prejuízos causados pelas reformas são incomensuráveis"?, afirma Marcos Braz de Oliveira, o Macaé, presidente do Sintracomos.

Para trabalhar de forma unificada, na parte da manhã, Macaé deverá estar em reunião em São Paulo para obter orientações gerais com as centrais sindicais.

Fontes: A Tribuna

Sua cotação mais rápida, fácil e segura!

  • Santos(13) 3213-9600
  • São Paulo(11) 2174-1000
  • Rio de Janeiro(21) 2263-0323
  • Minas Gerais(35) 3864-7203
  • Paraná(41) 3566-1125
  • Guarulhos(11) 3500-1610
  • Campinas(19) 3725-5961
  • Santa Catarina(48) 3223-1554